Pages

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Os números negativos no nosso dia a dia

























A origem dos números negativos situa-se no Oriente. Os Chineses usavam um instrumento de cálculo para realizarem operações com números positivos e negativos e os Indianos, desde o século VIII, que têm conhecimento dos números negativos e do seu significado, usando-os em situação de dívida.


No século XVI, o matemático Stifel designava-os por “números absurdos” e mesmo Descartes, no século XVII, não se deixou convencer, designando-os por “falsos” ou “menores que nada”.

No Ocidente a aceitação dos números negativos não foi tão natural. 
Apenas no século XIX, com os trabalhos de Wessel, Argand e Gauss, os números negativos adquirem o significado que têm hoje.

Há muitas situações do nosso dia-a-dia que estão associadas aos números negativos: 
  • a representação de temperaturas negativas;
  •  dos pisos de um edifício que se encontram na cave;
  •  dos saldos negativos no banco;
  • das situações de dívida…

Exemplos de utilizações dos números negativos no dia-a-dia: 

  • Fui ao cinema e deixei a bicicleta no piso -2! (-2)
  • Na Serra da Estrela, o termómetro marcava -6 graus! 
  • O submarino estava a 150 metros  abaixo do nível do mar! 
  • O avião voava a 1700 metros de altitude! (+1700)
  • O Francisco deve 25€ ao João!(-25)
  • O  problema é quando devo mais do que tenho: se eu tenho 5€, mas devo 10€, então  fico a dever 5€, ou seja:   10 - 5= -5


O ponto mais alto da Terra situa-se no  Monte Evereste, na Ásia, com uma altitude de + 8848 metros.

    



O ponto com maior profundidade do planeta Terra situa-se no Fosso das Marianas, no Oceano Pacífico a uma altitude de – 11034 metros.

     
 


Destaque!!!!!!!!!!!

Aula criativa de matemática sobre a conversão do dólar

Um emprego em um navio de cruzeiro pode ser uma grande chance de conhecer lugares novos e ganhar um bom salário. Quanto melhor for seu ingl...