Pages

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Dinâmicas para o ínicio das aulas

1) De quem é o desenho? 
Até 20 pessoas (crianças ou adolescentes). Objetivo: Reconhecer o talento dos colegas. 
Tempo: Cerca de uma hora, dependendo do tamanho do grupo. 
Local: Uma sala suficientemente ampla com cadeiras para acomodar todas as pessoas participantes. 
Material: Toca-fitas com boa potência. Folhas avulsas de sulfite, lápis e borracha. 
Desenvolvimento: O professor deverá fazer dois grupos de alunos em dois círculos na sala com as carteiras. 
Colocar uma música e distribuir as folhas para os alunos que deverão desenhar qualquer coisa ou a critério do professor. 
Quando o professor parar a música, os alunos deverão passar a folha para o colega da direita (a folha não deverá ter nome) até o professor dar o sinal de parar. 
Na hora que chegar a folha na primeira pessoa do grupo esse mesmo colega tenta adivinhar de quem é o desenho. 
Podem-se trocar as folhas entre os grupos ou não. 
Se um do grupo acertar de quem é o desenho, o grupo ganha um ponto e se não acertar, um ponto para o outro grupo. E assim continua a brincadeira. 
Conclusão: abordagem às vivências do Grupo, criatividade e o conhecimento de cada integrante. 



2)Tudo sobre mim 
Reuna todos os alunos ou participantes num circulo, o movimento de cadeiras e ajuste do circulo iniciará o entrosamento dos participantes.
Materiais: Uma folha contendo o formulário abaixo:
a. O que eu mais gosto de fazer?
b. O que menos gosto de fazer?
c. Uma 
qualidade minha é:
d. Um defeito meu é:
e. Qual profissão 
desejo exercer:
Procedimento
Cada aluno ou participante receberá uma folha contendo o formulário.
Os alunos e participantes terão 15 minutos para responder.
Depois dos 15 minutos cada um se apresentará ao grupo, lendo o que escreveu.
Promover um ambiente agradavel e descontraído para que todos possam se apresentar.Observar se o participante tem um bom auto-conhecimento, como reage as respostas de seus colegas.

3) Texto para discussão: Bill Gates foi convidado para uma conferência em uma escola secundária. Ele falou por 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero.
Em seu discurso, falou sobre como a “política educacional de vida fácil para as crianças” tem criado uma geração sem conceito da realidade, e como esta política tem levado as pessoas a falharem em suas vidas posteriores à escola. Acabou por dar alguns conselhos…
1)A vida não é fácil, acostume-se com isso.
2)O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.
3)Você não vai ganhar $ 30.000 por mês assim que sair da universidade. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição, antes que você mesmo tenha conseguido comprar e manter o seu próprio carro e telefone.
4)Se você acha seu professor rude, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você.
5)Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está aquém da sua posição social. Seus avós têm um nome diferente para isso: eles chamam isso de oportunidade.
6)Se você fracassar, a culpa não é dos seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles e faça certo da próxima vez.
7)Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos”.
8)Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto.
9)Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas, você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece em absolutamente NADA com o que acontece na vida real. Se pisar na bola, está despedido, RUA !!! Portanto, faça certo da primeira vez.
10)A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outras pessoas o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.
11)Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que Abrir mão do barzinho e da boate e ir trabalhar!
12) Seja legal com os CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam serem uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles.

4) Texto para reflexão:








Destaque!!!!!!!!!!!

Aula criativa de matemática sobre a conversão do dólar

Um emprego em um navio de cruzeiro pode ser uma grande chance de conhecer lugares novos e ganhar um bom salário. Quanto melhor for seu ingl...