Pages

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

COMO ENSINAR UMA CRIANÇA COM TDAH?


 Educar é uma tarefa que exige muita paciência, dedicação, afeto e treinamento. A educação de uma criança com TDA/H pode exigir uma tolerância redobrada e muita atenção, uma vez que é um processo onde é necessário, além de passar o conhecimento, estabelecer incansavelmente regras e limites. É importante que o educador conheça o universo do TDA/H e suas implicações. Reconheça os seus próprios limites para lidar com o problema e não tenha constrangimento em pedir ajuda quando necessária. Um trabalho eficaz de educação para crianças com TDA/H deve ser multidisciplinar, ou seja, é preciso que todos (pai, mãe, tios, irmãos, avós, empregada, etc) sejam conhecedores da situação e estejam unidos nesta tarefa. Na escola, toda a equipe de profissionais deve estar envolvida para dar o suporte necessário, estabelecendo um contato estreito e regular com a família.

TDAH : É um problema do funcionamento de certas áreas do cérebro que comandam o comportamento inibitório, (freio), a capacidade de executar tarefas de planejamento, a memória de trabalho, (entre outras funções), determinando que o indivíduo apresente sintomas de desatenção, agitação, (hiperatividade), e impulsividade. É a condição crônica de saúde de maior prevalência em crianças em idade escolar É o distúrbio neuro comportamental mais comum na infância Não é um transtorno de conduta moral e sim um transtorno neurobiológico.



ESTRATÉGIAS PARA ATRAIR A ATENÇÃO E PARTICIPAÇÃO DOS ALUNOS

- Faça uma pergunta interessante e especulativa, mostre uma figura, conte uma· pequena estória ou leia um poema relacionado para gerar discussão e interesse para a próxima lição.  
- Tente um pouco de brincadeira ou tolice, drama (use objetos e estórias) para· conseguir a atenção e estimular interesse.  
- Mistério. Traga um objeto relevante à lição em uma caixa, sacola ou fronha.· Isto é uma maneira excelente de gerar especulação e pode levar a criança a ótimas discussões e atividades escritas.  
- Mostre animação e entusiasmo sobre a próxima lição.· 
- Diminua o tempo que o professor fala. 
- Faça o máximo de esforço para· aumentar mais as respostas dos alunos (dizendo ou fazendo alguma coisa com a informação que está sendo ensinada).  
- O uso de parceiros (duplas) é talvez o método mais eficaz de maximizar o· envolvimento do aluno. O formato, de parceiros assegura que todos estejam envolvidos ativamente não apenas alguns. “Vire-se para seu vizinho/parceiro e...” Os formatos de parceiros são ideais, para previsão, compartilhar idéias, esclarecer instrução, resumir informações / treinar / praticar (vocabulários, ortografia, operações matemáticas), compartilhar atividades escritas. Exemplos: “Junte-se a seu colega e dividam suas idéias sobre...”. Depois de dar um tempo para as duplas responderem, peça voluntários para compartilhar com a turma toda.
- Formule as lições usando um ritmo animado e uma variedade de técnicas de· questionamento que envolvam a classe toda, parceiros e respostas individuais. 
- Antes de pedir uma resposta oral, faça uma pergunta e peça que os alunos· anotem primeiro o que eles acharem que seja correto. Depois peça que voluntários respondem oralmente.  
- Permita que os alunos usem quadros brancos individuais durante a lição, é· motivador e ajuda a manter a atenção. Se usado corretamente, é também eficaz para checar a compreensão dos alunos e determinar quem precisa de reforço.  
- Varie a maneira que você chama o aluno. Por exemplo, “Todos que estão· usando brinco, levantem-se esta pergunta é para vocês”. (Alunos deste grupo podem responder ou ter a opção de passar.  
- Faça uso freqüente de respostas em grupo ou ao mesmo tempo quando há· uma única resposta curta. 
-Quando estiver explicando, pare com freqüência e peça aos alunos para voltar atrás e repetir uma ou duas palavras.
- Use folhas de resumo que são resumos parciais enquanto você explica a lição· ou dá uma palestra, os alunos preenchem as palavras que estão faltando baseado em o que você está dizendo ou escrevendo no quadro.
- Uma técnica de instruções direta e outros métodos de questionamento que· permitam oportunidade de grande participação . 
- Use a estrutura apropriada para cooperação em grupos de aprendizagem (ex.:· designação de papéis, tempo limitado, responsabilidade). 
-Não é apenas trabalho em grupo, alunos com TDAH (e muitos outros) não funcionam bem sem as estruturas e expectativas claramente definidas.  
- Sinalize alunos através da audição: toque de campainha ou sino, bata palmas,· toque um acorde de piano / violão, use um sinal verbal.
- Use sinais visuais: pisque as luzes, levante as mãos indicando que os alunos· levantem as mãos e fechem a boca até que todos estiverem quietos e atentos.  Sinalize claramente: “todo mundo”... Pronto...
-”·  Cor é muito efetivo para chamar atenção. Use pincéis coloridos no quadro· branco e para transparência no retro-projetor.  
- Contato com os olhos. Os alunos devem estar virados para você quando você· está falando, especialmente quando instruções estão sendo dadas. Se os alunos estiverem sentados em grupos, peça aqueles que não estão diretamente voltados para você que virem suas cadeiras e corpos quando sinalizados a fazer isso projete sua voz e certifique-se estar sendo ouvida claramente por todos. Esteja consciente de outros barulhos na sala de aula.
- Chame o aluno para perto de você para explicação direta.·
- Posicione todos os alunos para que possam ver o quadro. 
- Sempre permita· que os alunos reposicionem suas carteiras e sinalizem para você se a visão estiver bloqueada.  
- Use recursos visuais. 
- Escreva palavras chave ou figuras no quadro enquanto· estiver explicando.
- Use figuras, diagramas, gestos, demonstrações e materiais de alto interesse.
 Ilustre, ilustre, ilustre: não importa se você não desenha bem durante suas· explicações.
- Dê a você mesmo e aos alunos permissão e encorajamento para desenhar, mesmo que não tenha talento. Desenhos não precisam ser sofisticados e exatos. Aliás, geralmente quanto mais tolo melhor.
- Aponte para o material escrito que você quer enfocar com um apontador ou· laser. 
- Use video aulas do youtube para a fixação do conteúdo.
- Ande pela sala – mantendo sua visibilidade.· 
- Esteja bem preparado e evite atrasos nas explicações.·
- Ensine tematicamente quando possível – permitindo integração de idéias /· conceitos e conexões.
-  Use técnica de nível mais elevado para perguntas. 
- Faça perguntas abertas,· que requerem raciocínio e estimulam pensamentos abertos, que requerem raciocínio e estimulam pensamentos críticos e discussão.
-Tente variar a organização de assentos para proporcionar uma situação em· que o aluno sinta-se confortável.
- Dê ao aluno responsabilidade na sala de aula / escola.·  
- Reduza o número de tarefa ou modifique para possibilitar um maior índice de· sucesso nos alunos.
- Tente identificar o que está causando estresse e frustração ao aluno.·
- Reduza tarefas com papel / lápis e permita outros meios de produção.·  Amplie o tempo para completar a tarefa.·
- Use instruções curtas acompanhadas por demonstração ou exemplo visual.·  
- Use um cronômetro para determinar o tempo a ser gasto em uma tarefa· específica.  - Forneça atividades que o aluno possa ter sucesso (academicamente e· socialmente).
- Envolva os alunos em atividades de monitoria com crianças menores.· 
- Arranje mensagens para o aluno levar outras salas de aula ou para· secretarias.
- Descubra o interesse dos alunos e proporcione atividades que correspondam· a esses interesses.  
-Tente envolver os alunos em atividades extracurriculares.·
- Chame atenção para as potencialidades dos alunos e demonstre os talentos· dele /dela, suas ilhas de competência.
- Dê responsabilidades ao aluno de ser um assistente do professor, monitor,· modelo, líder do grupo, etc.  
- Converse com professores, funcionários de apoio, orientadores, assistente· sociais sobre esta criança.  
- Aumente a comunicação com os pais.·
 - Aumente as oportunidades de encontrar com o aluno individualmente e· estabelecer um relacionamento de apoio.
- Dê a esta criança um monitor que possa lhe dar suporte e ser tolerante.· 
- Ensine habilidades sociais apropriadas, estratégias de lidar com situações e· resolver problemas.
 - Ensine habilidades sociais apropriadas, estratégias de lidar com situações.·  
- Forme pares de alunos com monitores de séries mais avançadas ou um· amigo especial, entre a equipe.
- Aumente significativamente as interações positivas, freqüência de elogios e· feedback.

- ENCORAJAMENTO E APRECIAÇÃO: Eu aprecio o esforço que você usou nesta tarefa.·
 Continue pensando nessas boas idéias.·   Você deve estar orgulhoso de si mesmo, eu percebi que você estava bem preparado para a aula de hoje.· Realmente ajudou você ter arrumado sua carteira e em ordem o seu caderno.
-Fale  Meus parabéns você seguiu as instruções rapidamente. Eu aprecio sua cooperação.·  Eu percebi que você realmente se dedicou a melhorar sua caligrafia. Posso· ver uma melhora na sua letra.

- Essa é difícil. Mas eu tenho certeza que você pode entender.·

 Para a realização do “para casa”, o ambiente deve ter o mínimo de estímulos que· possam desviar sua atenção. Evite objetos cortantes ou que possam se quebrar facilmente. - Quebrar ou estragar objetos é muito comum entre as pessoas com TDA/H, e eles tendem se sentir culpados ao fazê-lo, experimentando angústia e estresse após a ocorrência do fato.
- Para estabelecer um bom vínculo, olhe nos olhos e ouça o que o aluno tem a· dizer; isto inclui seus objetivos, suas expectativas e medos.
- Considerando que o planejamento é uma tarefa muito complicada para o aluno,· auxilie-o pré-estabelecendo regras, objetivos, tempos e limites. Estes últimos devem ser colocados de maneira firme, porém sem o intuito de punir.  
- Repita várias vezes às regras de forma clara e objetiva, sem um tom de cobrança.·
- Peça-o para repetir o que entendeu sobre o que acabou de ouvir.·  
- Evite pressioná-lo com relação ao tempo com frases do tipo: “Ande rápido, seu· tempo está se esgotando” ou “Acelere e pare de fazer hora”.
- Monitorize o tempo de forma que sempre fiquem alguns minutos a mais para· qualquer imprevisto. 
- Sinalize sempre quando estiver faltando alguns minutos para acabar a tarefa proposta.
- Dê intervalos de 5 minutos a cada 40 minutos de trabalho para que o aluno possa· movimentar-se, beber água, ir ao banheiro, etc.
- Avise sobre possíveis mudanças com antecedência, para que ele se prepare e· ajude-o a monitorar os imprevistos, pois estes são vividos com muito sofrimento pelo aluno.  
- Acompanhe a execução das tarefas, que devem ser realizadas por etapas e em· passos pequenos. O conteúdo deve ser introduzido em pequenas quantidades, para ser lido e trabalhado.
- O uso de marcadores de texto, gráficos, mapas, figuras, jogos, músicas, listas de· lembretes e softwares interativos têm um papel importante no processo de aprendizagem do aluno com TDA/H.
- Freqüentemente, elogie os avanços no processo de aprendizagem, encorajando-o· a continuar e reforçando positivamente com pequenos “brindes” ou “surpresinhas
- Estimule a participação do aluno em tarefas variadas, pedindo que faça pequenos· favores como dar um recado ou buscar um objeto em outro lugar. Depois, estimule perguntas que facilitam a auto-observação do tipo: “o que acabei de fazer ?” ou “o que fiz hoje de legal ?” ou ainda peça para descrever uma cena, recontar histórias, relatar o que fez em um final de semana.  
- Sempre que possível, use o lúdico e a novidade. “Contar segredos no pé do· ouvido” sempre aguça a curiosidade e garante a atenção do aluno.
- Para que haja uma boa memorização, use dicas, macetes, lembretes, despertador· e músicas cujas letras referem-se ao tema da aprendizagem.  
- Quando perceber o aluno se dispensando, aproxime-se dele, toque-o nos ombros,· olhe-o nos olhos, altere seu tom de voz variando entre o grave e o agudo, mude sua expressão facial e gestos.  
- Evite corrigir a falta de atenção do aluno em voz alta diante de outras pessoas,· pois ele poderá se sentir humilhado e reagir de forma mais distante ou mesmo agressiva.
-  Na sala de aula, o aluno deve senta-se próximo à professora, para que esta possa· destinar-se a atenção necessária sem causar-lhe constrangimento ou despertar ciúmes no restante da turma.
- Evite colocar o aluno perto de janelas ou portas, pois ele pode ser facilmente· distraído por estímulos externos.
- Incentivos e reforços positivos do tipo: uma piscadinha, um tapinha nas costas ou· um sinal de “jóia” com a mão, são sempre bem vindos e aumentam a motivação para continuar as atividades.
- Incentive-o a praticar esportes individuais ou coletivos para que entre em contato· com novas regras, gaste bastante energia e possa se integrar com outras pessoas. 
- É IMPORTANTE LEMBRAR que pessoas com TDA/H são normalmente pessoas muito criativas e inteligentes. Quando cuidados por pessoas capacitadas, certamente se tornarão indivíduos mais realizados e felizes.


(FONTE: Distraído e a 1000 por hora, de Simone Sena e Orestes Neto) FONTE: http://maisqueumsegundofeliz.blogspot.com/2009/07/sugestoe

Destaque!!!!!!!!!!!

Aula criativa de matemática sobre a conversão do dólar

Um emprego em um navio de cruzeiro pode ser uma grande chance de conhecer lugares novos e ganhar um bom salário. Quanto melhor for seu ingl...