Pages

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Estratégias de aulas para alunos com TDAH hiperativos, PA processamento auditivo e dislexia



TDAH: é um  padrão de comportamento de persistente desatenção, impulsividade, agitação muito maior do que a média das crianças.  São, agitadas, impulsivas, irrequietas, ansiosas, inteligentes e carinhosas.
- Estabelecer contato visual, sorrir, estabelecer relação amigável, atentar para dúvidas e ter paciência com elas, usar bom humor, etc…).
- Alunos que precisam se movimentar mais durante uma aula para acalmar.
- Personalização, observando quando um aluno se sai melhor em sala, com o que ele se sente mais confortável, se é mais auditivo, sinestésico ou visual.
- Usar habilidades diferentes.
-Valorizar cada habilidade que um aluno demonstrar ter
- Em alguns casos será necessário usar tradução e repetição, e levar outras tarefas para manter os outros alunos ocupados enquanto damos atenção ao aluno com necessidades especiais.
- Os pais podem levar alguns materiais para casa, como joguinhos da memória.
-Encorajar frequentemente, elogiar e ser afetuoso, para que os alunos não  desanimem facilmente.
- Iniciar sempre com tarefas simples e gradualmente mudar para mais complexas.
-.Dar recompensa pelo esforço, persistência e o comportamento bem sucedido.
-. Permitir um “controle” extra sobre o aluno na execução da tarefa, possibilitando oportunidades de reforço positivo e incentivo para um comportamento mais adequado.
-Os alunos com TDAH necessitam de aulas diversificadas. Substituir as aulas monótonas por aulas mais estimulantes que venham prender a atenção do aluno.
-Trabalhar com métodos variados (som, visão, tato), entretanto, novas experiências envolvem muitas sensações (sons múltiplos, movimentos, emoções ou cores), e provavelmente irão precisar de tempo extra para completar a tarefa.
-Utilizar recursos variados que não são habituais na sala de aula (informática, experiências, construção de maquetes, atividades desafiadoras de criar, construir e explorar).
-Fazer e apresentar um roteiro das atividades do dia, para que o aluno perceba as regras pré-definidas e que todos devem cumpri-las.

Processamento Auditivo:  déficit de compreensão; dificuldades com regras; dificuldades em organizar pensamentos; agitação ou passividade; desatenção; alteração de memória; dificuldades de lateralidade; baixo desempenho escolar;  

- necessidade de ser chamado várias vezes ("parece" não escutar);
- solicitação, com frequência, da repetição das informações: ãh? o quê?;
- dificuldade em entender expressões com duplo sentido ou piadas ou ideias abstratas;
- dificuldade ao dar um recado ou contar uma história;
- problemas de memória para nomes, datas, números etc.;
- dificuldade em acompanhar uma conversa, aula ou palestra com outras pessoas falando ao mesmo tempo.
-Quando iniciar um diálogo com uma criança, certifique-se de que ela está olhando para você, fale mais pausadamente,repita a ordem várias vezes, use frases mais curtas;


Dislexia: reflete a expressão individual de uma mente, muitas vezes até genial, mas que aprende de maneira diferente.

- pode ser extremamente lento ao fazer seus deveres  ao contrário, seus deveres podem ser feitos rapidamente e com muitos erros;
- esquece aquilo que aprendera muito bem, em poucas horas, dias ou semanas;
- é mais fácil, ou só é capaz de bem transmitir o que sabe através de exames orais;
- tem grande imaginação e criatividade;
- desliga-se facilmente, entrando "no mundo da lua";
- porque se liga em tudo, não consegue concentrar a atenção em um só estímulo;
- baixa autoimagem e autoestima.
- perde-se facilmente no espaço e no tempo; sempre perde e esquece seus pertences;
- é impulsivo e interrompe os demais para falar;
- é muito tímido e desligado; sob pressão, pode falar o oposto do que desejaria;
- dificuldade em aritmética básica e/ou em matemática mais avançada;
- depende do uso dos dedos para contar, de truques e objetos para calcular;
- é capaz de cálculos aritméticos, mas não resolve problemas matemáticos ou algébricos;
- embora resolva cálculo algébrico mentalmente, não elabora cálculo aritmético;
- tem excelente memória de longo prazo, lembrando experiências, filmes, lugares e faces;
- boa memória longa, mas pobre memória imediata, curta e de médio prazo;
- pode ter pobre memória visual, mas excelente memória e acuidade auditivas;
- pensa através de imagem e sentimento, não com o som de palavras;
- é extremamente desordenado, seus cadernos e livros são borrados e amassados;
-pode estar sempre brincando, tentando ser aceito nem que seja como "palhaço" ;
- frustra-se facilmente com a escola, com a leitura, com a matemática
- forte senso de justiça; muito sensível e emocional, busca sempre a perfeição que lhe é difícil atingir;
-Utilizar métodos de ensino multidisciplinares que apresentem a informação em diferentes modalidades (visual, auditiva, gráficos, figuras, esquemas etc.).
• Use linguagem direta, clara e objetiva ,fale olhando diretamente para ele.
 • Verifique sempre se ele demonstra estar entendendo.
• Observe se ele fez as anotações da lousa e de maneira correta antes de apagá-la.
• Estimule-o, incentive-o, faça-o acreditar em si, a sentir-se forte, capaz e seguro.
• Sugira-lhe “dicas”, “atalhos”, “jeitos de fazer”, “associações”.





Destaque!!!!!!!!!!!

Aula criativa de matemática sobre a conversão do dólar

Um emprego em um navio de cruzeiro pode ser uma grande chance de conhecer lugares novos e ganhar um bom salário. Quanto melhor for seu ingl...